Páginas

segunda-feira, 21 de março de 2016

Os venenos já foram mais sinceros

Era uma vez um suco de tinta chamado Tang. Ele admitia que era tinta, e os pais o compravam para as crianças, e as crianças bebiam e se divertiam.

As décadas passaram, e os cuidados com a saúde aumentaram consideravelmente. Lá pra 2010 ou 11, a Tang soltou um comercial se gabando de ter vitamina D. Achei o fim da picada aquela tinta tentar ser vendável para a Geração Saúde™.

Corta pra 2016. Semanas atrás, deparo com o infame Fandangos dizendo isto:


É isso aí, Dona Elma Chips se atreve enfiar Fandangos como a maior parte de um lanche e se atreve a chamá-lo de nutritivo. Isso é pior que o Tang avisar que tem vitamina, pior que o Dollynho nos aconselhando a beber muito líquido. Essa cretinice da indústria da junk food superou todas as outras.

  1. Foi descoberto nos anos 00, por exemplo, que cigarro faz mal! Foi um choque, tabaco era tão f*dão até então… A Record até chegou a dizer que só vilões fumariam nas suas novelas.

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Mais uns fatos sobre Penélope

Anos atrás eu recomendei The Perils of Penelope Pitstop. Porém, motivado pelo retorno da série ao cabo por meio do Tooncast1, fucei mais um pouquinho a respeito.

A inspiração da série foi um (vamos chamar de) pré-filme2 chamado The Perils of Pauline, em que a pobre Pauline estava sempre metida em enrascadas, mas sempre acabava sendo salva ou se salvando. Ou seja, parecidão com a dona Pitstop.

Os Irmãos Bacalhau — Bully Brothers — e o Pernalonga têm o mesmo dublador original, Mel Blanc. *inserir emoticon risonho*

E pra fechar, a Quadrilha de Morte se chama Ant Hill Mob na versão original. Isso mesmo, Máfia do Formigueiro. Aí colocam Quadrilha de Morte no Brasil. PQP, pelo menos colocassem Gangue das Formigas…

  1. Demorei tanto a fazer o post que já saiu de lá também. ¬¬
  2. Basicamente uma historinha que passava na hora do trailer. Pra citar algo próximo de um exemplo moderno, lembrem o curta do Dexter que passou logo antes do filme das Meninas Superpoderosas.

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Um novo jeito de se assustar no Halloween

Denunciar babaquices politicamente corretas é minha obsessão assumida. E no que depender dos fatos, nunca terei crise de abstinência.

A 4ª bateria de moralismo é um especial das Bruxas. Começo com uma postagem inofensiva da cantora e compositora Regina Spektor, em que ela deseja um Happy Halloween e posta isto:



Sigo com um vídeo do Smosh Games em que o grupo está fantasiado para o Ré-Lou-Im. Dos 6:48 até os 7:42, Mari Takahashi nos agracia com uma performance do sucesso The Fox (What Does the Fox Say?). Ela está vestida de taco mexicano:

Não fui redundante porque é um taco com cara de cidadão mexicano estereotípico.

Pois bem, nos comentários da postagem de Regina e nos comentários do vídeo1, tem gente incomodada com o RACISMO das fantasias. O talento de alguns para se ofender me fascina e assusta.

Talvez Mari devesse ter se vestido de mexicano realista. Quem precisa de estereótipos racistas? Camisa e jeans é muito mais engraçado do que taco de sombrero, é humor do bem!

imagens:
post linkado da Regina Spektor
screenshot do vídeo linkado do Smosh Games


  1. Quem tiver paciência aperte o botão escrito "Principais comentários", troque a opção, fique apertando "Mostrar mais" no rodapé e localize "racist". É uma forma de achar uns ofendidos.

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Cuidado com o Clube dos Ateus!

Há muuuuuuuito tempo1, achei na página do Facebook da ATEA um textinho de um cristão consciente do PRE-RI-GO que os ateus representam.

O(a) cidadã(o) os iguala aos pastores estelionatários, como se estes não fossem apenas um subconjunto canalha dos ateus, e os coloca num "Clube". Na tentativa de falar bonito, ele criou um Ss desnecessários, sejam de plurais, sejam de 2ª pessoa. Pitoresco o bastante pra virar esquete:



  1. De acordo com as propriedades da imagem que é o texto, ela foi criada em 27 de agosto de 2013, pra vocês terem uma idéia. Minha lerdeza revolta a mim também, não tenham dúvida. Venho tentando diminuí-la.

domingo, 12 de outubro de 2014

Uma reflexão emprestada

Eu nunca tento fazer posts especiais de Dia das Crianças, mas por acaso aparecem motivos. Não é a primeira vez.

Muito antes deste mês, eu li Os sofrimentos do jovem Werther, o livro deprê do Goethe que sacudiu a literatura alemã na década de 1770. Quando passei pela carta de 29 de junho, não resisti a fazer um lembrete de transcrever parte dela no próximo 12 de outubro:
[…] estas crianças, que são nossos iguais, que deveríamos considerar nossos modelos, são por nós tratadas como subalternos. Não querermos que elas tenham vontade própria. E nós não a temos? Onde está o nosso privilégio? No fato de sermos mais velhos e mais experientes! Bom Deus do céu, o que vedes são crianças velhas e crianças jovens, nada mais; e Vosso Filho há muito nos ensinou quais são aquelas que vos agradam mais. As pessoas acreditam em Deus, mas não o escutam — o que não é novidade —, e formam a criança à própria imagem […]
É por aí. Há idiotas de todas as idades, e os que não são (literalmente) crianças são os que acham que sabedoria vem automaticamente com a idade.

sábado, 23 de agosto de 2014

O dia em que o morro descer e não for carnaval…

Isto é importante e longo demais para ser um status do Facebook:



Domínio Público é um documentário que detalha as transformações recentes no Rio de Janeiro em virtude de um mui questionável projeto de cidade. Um must see para todo carioca.

Eu sei, eu sei, é enorme… Como vocês, eu também não tenho todo esse tempo e paciência; por isso eu fui vendo parcelado ao longo de vários dias. Façam isso, consumam homeopaticamente, quem sabe pulando os trechos de música.

quinta-feira, 12 de junho de 2014

Mais cosplays facinhos esquecidos

Há muuuuito tempo fiz um post sobre cosplays fáceis. Inspirado pelo mito Rosa María Durán, resolvi dar continuidade à lista.

Eu juro que ia citar o Coronel Sanders independentemente, mas aí
encontrei foto dela vestida dele. Genial, porque nem é de uma mídia.

Outra personagem que dona Rosy já vestiu é a mamãe adotiva do Coragem.

Gordão nada, Homem-Aranha! É puro múshculo! *abraça o Aranha*

As pessoas se concentram demais no Máskara (que sim, eu já vi cosplayado)… Vamos considerar o resto do trabalho do sr. Carrey, gente.


Cosplayar personagens de um tempo de pouca tecnologia requer pouca tecnologia. É como o Flint no 1º post.

Pode ser difícil no sentido de juntar uma galera, mas as roupas são facílimas. A única coisa meio difícil de arranjar é o chapéu de aviador.

Esses do link venceram o concurso em que se inscreveram! =D



P. S.: reclame nos comentários se o Facebook não aparece pra você.

imagens:
http://elvortex.com/cos-player-del-mes-rosy-duran/
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=644214158947114
links nos títulos dos tópicos

terça-feira, 11 de março de 2014

Não é morno, não! ♫

Fundei outro blog recentemente. Não poderia ser só uma extensão deste porque não é em português. Eu detalho isso no post inaugural1 .

Além disso, não é do Blogger. Resolvi experimentar o Tumblr. Uma diferença fundamental entre os dois é que no Luke ain't warm2 eu uso bastante o recurso de reblogar, então nunca fico sem assunto, que é o principal problema do about:black.

Se eu gostar muito do Tumblr, posso até transferir o about:black pra lá…  *oscila as sobrancelhas*

  1. Inaugural, mas não inicial, porque a pentelha da conta-robô postou uma pergunta antes.
  2. É uma brincadeira com lukewarm. Uma brincadeira que acho que ninguém entendeu até agora.  ¬¬¬¬

domingo, 19 de janeiro de 2014

O Porta dos Fundos e as portas do Inferno

Um amigo do Facebook1 me passou um mimimi católico que merece ser dissecado:



1:22 O retardo ambulante não olhou o arquivo do PdF e verificou que LOGO ANTES de Especial de Natal, foi feito Moda, que alfineta a repressão islâmica às mulheres.

1:48 Reforça que não consultou o arquivo, ou saberia que fizeram Reunião de Emergência, Ministério e Programa Político. E ainda insinua, sem nenhuma prova, que recebem grana estatal.

2:25 Acha que Renato Aragão ainda é humorista. Difícil respeitar.

3:02 AHAM, pega mal pra c**alho ter a imagem vinculada ao Porta. Marca nenhuma ia querer isso.

3:48 O PdF nunca foi processado. Só sabem ameaçar processo e nunca processam.

5:25 Guerra Santaaaaaaa! Por Cristoooooooo!

6:13 Isso, compara ao nazismo. Lei de Godwin é convosco. E que eu saiba quando o nazismo começou, era bem visto, porque Hitler tinha salvado a economia alemã.

7:55 Enfrentou o Império Romano? A ICAR não começou a ganhar força lá?

8:58 Sangue de quem? Ó a Guerra Santa de novo.

Hahahahaha, pra fechar a estupidez com chave de ouro, os comentários estão desativados, que fofo.

  1. Que será identificado se assim requisitar.

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Crescendo e multiplicando-nos

E nos aproximando de 7,2 bilhões. E pela curva do site, só vamos parar de nos multiplicar quando formos 10,9 bilhões. Se hoje os recursos já são escassos e/ou mal distribuídos, imagina com a humanidade 51% maior…

É por isso que fico preocupado com o natalismo desvairado de certos comentários acerca deste comercial de camisinha1. A possibilidade de alguém ter feito filho por acidente é MACABRA pra algumas pessoas.

Sinceridade é muito importante.
Não ter predadores naturais2 nem planejamento familiar deu nisso. Eu sinto que o mundo todo quer virar a China, que se vê obrigada a ter a política do filho único. Mas se ela for mundial, pra onde mandamos o excedente, pra Marte?

imagem:
https://fbcdn-sphotos-h-a.akamaihd.net/hphotos-ak-frc3/1456583_10152674906655476_344528975_n.png


  1. Esse vídeo ficou fora do ar por uns dias, aí eu encontrei a versão do site da agência, que tem outra marca de preservativo no final. Confuso.
  2. Tecnicamente, temos, né, mas conseguimos ficar acima deles na cadeia alimentar por meios artificiais.

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Outra bobagem no YouTube

Saiu mais um adorável áudio cômico, estrelado por mim e featuring minha colega de estripulias Mariana Rossi. A idéia, por outro lado, é toda minha e ninguém tasca. =D

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Brincando de técnico, mas não de futebol

Se o texto começasse agora…

Achei este curioso texto do fim do Rock in Rio 2011 com vontades de celebridades para o line-up de 2013. Ele me motivou a fazer lista semelhante: quem merece estar no line-up de 2015? Classifico o post como interativo porque vocês podem preencher os pontos de interrogação.

Obedeci a algumas regras. Imitando 2013, o Palco Sunset tem 4 atrações1, o Mundo idem e a 1ª atração do Mundo é nacional. Além disso, tentei não colocar artistas que tenham sido selecionados para 2013. Os poucos que foram estão asteriscados.

Nem todos que eu coloquei estão na minha coleção, pois isso seria mesquinho. O critério vai além da minha preferência musical.

O primeiro dia é pop. No Palco Sunset, como pop é meio que uma brecha pra MPB, Djavan parece adequado. No fim dele fica Estelle, uma protodiva que tenho a impressão de que só é famosa em território estadunidense. Pelo jeito, o RiR gosta de DJs, então, pelo menos, que tragam um bom desta vez: Tiësto teria vaga no Palco Mundo.

DIA POP
Palco Sunset: Tulipa Ruiz / Djavan / Natalia Lafourcade / Estelle
Palco Mundo: Ivete Sangalo* / Adele / Tiësto / Katy Perry

Num dia mais indiezinho e/ou alternativo, o Palco Sunset pode ter o deliciosamente louco Júpiter Maçã e o divertido Mika. Gorillaz eu bem que queria botar no Palco Mundo, mas eles escorregaram demais nos dois últimos álbuns. No Mundo, eu começaria com Jay Vaquer, roqueiro que merece mais fama, e terminaria com Björk, a islandesa porreta que inexplicavelmente nunca veio a um Rock in Rio.

Björk e filho em 1993 na Islândia. Fiquei na dúvida entre
essa foto fofa e esta foto fofa. A criança desempatou.

DIA ALTERNATIVO
Palco Sunset: The Bird and the Bee / Júpiter Maçã / Mika / Gorillaz
Palco Mundo: Jay Vaquer / ? / ? / Björk

Eu ia colar no alternativo, mas soul e jazz merecem um dia quase exclusivo. No Sunset, Kimbra e Karina Buhr não combinam, mas eu disse quase. Kimbra mandou bem em 2013 no seu 1º RiR e terá mais um álbum pronto em 2014, então, gostaria de ver o que ela ofereceria em 2015. No Palco Mundo, haveria Joss Stone, injustamente posta no Sunset em 2011. Estevãozinho Maravilha é a escolha óbvia pra fechar.

DIA DE JAZZ E SOUL
Palco Sunset: Karina Buhr / Kimbra* / Mallu Magalhães* / Norah Jones
Palco Mundo: ? / Joss Stone / ? / Stevie Wonder

O evento é tão grande que agora tem dois dias de rock "leve" e dois de metal. Ótimo, não terei que eliminar muita gente. No 1º dia roqueiro, no Sunset, começo com Scracho, o único rock carioca que não é chato pra c**alho, e termino com o monstro sagrado (mas não famoso) Patti Smith. No Mundo, Rita Lee é muito importante, e outra que eu não sei como ainda não veio ao RiR é PJ Harvey. Lenny Kravitz deveria ter encerrado a noite em 2011; faço-lhe essa justiça.

DIA 1 DE ROCK "LEVE"
Palco Sunset: Scracho / Blur / Arctic Monkeys / Patti Smith
Palco Mundo: Raimundos / Rita Lee / PJ Harvey / Lenny Kravitz

No dia roqueiro leve posterior, Jack White merece um show, nem que seja no Palco Sunset, com a The Dead Weather, já que a The White Stripes morreu. No Palco Mundo, a Capital são verdadeiros ratos de RiR, tendo vindo a todos do Rio menos o de 85, mas nunca são demais. E maaaaais um que nunca veio: Stones.

DIA 2 DE ROCK "LEVE"
Palco Sunset: Rod Stewart / Titãs / The Strokes / The Dead Weather
Palco Mundo: Erasmo Carlos / Capital Inicial* / ? / The Rolling Stones

No dia do hard rock, que tomara que seja o último, no Sunset, ponho o Skank apenas para pô-lo em algum lugar. No Palco Mundo, ponho Pitty, que veio em 2011 e deveria ter vindo agora, porque também nunca é demais. E não, não é tão pesado, mas nada é perfeito e Pitty não pode ficar de fora. A Guns mostrou em 2011 que não merece ser a última banda da noite, então troco-a de lugar com o SoaD em relação ao line-up de tal ano.

System, o f*dão.


DIA DE ROCK PESADO
Palco Sunset: ? / ? / ? / Skank
Palco Mundo: Pitty / Queens of the Stone Age / Guns 'N' Roses / System of a Down

O primeiro dia metaleiro teria Glória no Palco Mundo por falta de opção nacional (exceto pelo correspondente do dia 2). Kiss não é metal, eu sei. Ozzy é muito necessário; é o meu metaleiro favorito, do pouquíssimo que entendo de metal.

Doido, mas é assim que vai.

DIA 1 DE METAL
Palco Sunset: ? / ? / ? / ?
Palco Mundo: Glória / Slipknot / Kiss / Ozzy Osbourne

No outro dia de metal, começaria o Palco Mundo com Sepultura, que não pode voltar ao Sunset (a não ser que entre nos dois, como foi em 2013) e o terminaria com o obrigatório Metallica. A presença de Tarja Turunen em 2011 acoplada ao Angra me faria querer a Nightwish no RiR, mas como ela não está mais lá, vai solo.

DIA 2 DE METAL
Palco Sunset: ? / ? / ? / ?
Palco Mundo: Sepultura* / Tarja Turunen / Motörhead / Metallica*

Adoraria enfiar REM em algum lugar, mas eles se dissolveram. O oriente também me dói deixar de fora, mas o Brasil ainda não aprendeu a apreciar (que dirá cantar junto…) Bonnie Pink, L'Arc-en-Ciel, Maaya Sakamoto, Love Psychedelico, Nanase Aikawa, Puffy Ami Yumi, X-Japan etc.


imagens:
http://colunademusica.wordpress.com/2012/12/18/atracoes-confirmadas-do-rock-in-rio-2013-duas-das-sete-noites-vao-ter-muito-peso/
http://membership.contemporaryartsociety.org/news/cas-recommends-february-2013/
http://www.sudoeste2013.com/2013/05/system-of-a-down-parado-por-culpa-de-serj-tankian/2
http://loudwire.com/best-ozzy-osbourne-solo-songs/

  1. Por simplicidade, omiti um detalhe muito interessante e importante do Palco Sunset: as misturas de artistas díspares. Vejam quantos sinais de mais no line-up deste ano.
  2. O link da imagem acusa que o System está parado, mas pra criar, não pra fazer show, então, isso não afeta esta escalação.